Confraria

Nascida no Vale de Jequitinhonha, município mineiro famoso por suas tradicionais esculturas de barro, ANA PAULA BRAGA DE ÁVILA E SILVA tem contato com a arte desde que se entende por gente. Apaixonada pela cultura regional de sua terra- -natal, a empresária se formou em Artes Plásticas pela FUMA (Fundação Mineira de Arte Aleijadinho) e sempre se manteve próxima às raízes, inclusive, na hora de imaginar sua marca de acessórios.

Lançada em 1998, a Confraria surgiu na cidade de Belo Horizonte pautada pela responsabilidade socioambiental, design diferenciado e, é claro, pela qualidade da moda mineira. Os couros certificados usados pela designer, no entanto, seriam apenas a porta de entrada no mercado. O trançado de junco, fibra proveniente da Amazônia, é o que tornou a empresa difundida no país. Hoje, já são mais de 200 modelos desenvolvidos com o cipó.

Há 20 anos, Ana transferiu sua produção para Brasília, onde hoje reúne um dos maiores parques industriais do segmento têxtil local. De lá, saem bolsas e calçados para mais de 100 pontos de vendas no Brasil e exterior. Para evitar ao máximo o impacto de seu projeto na natureza, ela evita ao máximo o descarte de resíduos e só trabalha com matérias primas registradas no IBAMA.

Fonte: Capital dos Criadores 2021 [organização Sindiveste-DF].

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.